O Que é um ERP e Para Que Serve?

Neste artigo vamos abordar algo que pode ser lugar comum para muitos gestores, mas que ainda é novidade para muitas pessoas. Você sabe o que é um ERP e para que serve? ERP é a sigla da expressão Enterprise Resource Planning, que na tradução literal fica Planejamento dos Recursos da Empresa, conhecido no mercado organizacional como Sistema Integrado de Gestão.

Ele é um software de gestão que centraliza todas as informações de uma empresa, de onde é possível emitir relatórios sobre as áreas integradas e assim diagnosticar setores e processos que estão tendo problemas, queda de rendimento e falhas administrativas.

Qual gestor não gostaria de tomar decisões com embasamento em números precisos, projeções realistas e indicadores de desempenho? Um ERP automatiza processos, integra áreas e sistema, fornece uma visão ampla da organização e facilita o controle administrativo.

Os Módulos de um ERP

Como o ERP centraliza e organiza as informações de diversos setores, uma das suas principais características é ser modular, trabalhando assim por meio de agrupamento de funcionalidades. 

Os módulos podem ser divididos em operacionais, táticos e estratégicos. 

Os módulos operacionais são dedicados aos trabalhos rotineiros, oferecendo apoio à gestão de cada departamento, como compras, contas a pagar, contabilidade, financeiro, logística e vendas. Já os módulos táticos e estratégicos auxiliam na gestão estratégica da empresa, na tomada de decisões com base em indicadores de desempenho.

Existem ainda os módulos de segmento, onde o Software de Gestão atende as especificidades de uma área, como um Módulo para Farmácias, Distribuidoras ou Indústrias.  

Como Utilizar o ERP nas Organizações

Mesmo sendo modular, um Sistema Integrado tem como principal objetivo centralizar informações em uma única solução, facilitando assim o gerenciamento das informações de todas as áreas. Assim, o ERP é uma poderosa ferramenta para o controle e acompanhamento de processos. 

Integração de dados também é uma palavra-chave desta solução. Um ERP vai, por exemplo, acusar a venda de um ítem, automaticamente retirá-lo do estoque e informar a necessidade de repor ao setor de compras. Isso facilita a comunicação entre equipes e automatiza processos, fazendo a empresa correr menos riscos, atender seu cliente da melhor forma possível e trabalhar com dados confiáveis.

Na organização interna o ERP também é muito importante. A integração entre recursos humanos e financeiro faz girar um ciclo perfeito, minimizando qualquer possível erro e contratempo. 

E esses foram apenas alguns casos de uso. Todos os setores de uma empresa são beneficiados quando da implementação de um ERP. 

Somente Grandes Organizações podem Implementar um ERP?

Obviamente não. Organizações de todos os portes podem contar com uma software de gestão, inclusive pequenas empresas.

Pequenas empresas costumam organizar seus processos através de planilhas e vários sistemas que não se conversam. Isso gera desperdício de tempo e má eficiência, visto que informações são perdidas, erros são comuns e o retrabalho é regra. Um Sistema de Gestão profissionaliza a gestão de uma pequena empresa.

Nas empresas de médio porte, um ERP colabora principalmente no salto da automação e inteligência. Implementando um ERP adequado ao seu tamanho, médias empresas obtêm o apoio administrativo que faltava.

Nas grande empresas, um ERP pode oportunizar a automação de tarefas em larga escala, conversar com tecnologias inteligentes e oferecer uma experiência digital totalmente inovadora. 

Toda empresa pode e deve contar com uma solução de ERP.

Três Grandes Benefícios do ERP

Agora que você já conhece com uma certa profundidade as características e funções de um ERP, vamos apresentar os três principais benefícios dessa solução.

Embasamento para Tomadas de Decisão

O Software de Gestão produz gráficos e relatórios sobre as informações essenciais de uma companhia. Esse monitoramento dos principais indicadores de desempenho auxilia o gestor na hora de decidir quais rumos seguir. Com esses dados, é possível identificar áreas que precisam de investimento, onde as despesas estão mais altas e quais as falhas e problemas presentes nos processos.

Integração de Informações

Como já citado anteriormente, é comum encontrar gestores utilizando planilhas de excel e pequenos sistemas que não interagem entre si. Com isso, cada setor têm seu próprio sistema de controle, muitas vezes operando de forma manual, facilitando a ocorrência de erros e retrabalhos.

O Sistema Integrado de Gestão permite uma visão holística do negócio, fazendo que o gestor se informe por inteiro de todas as partes de sua empresa.

Redução de Custos

Através do fornecimento de dados, integração de informações, melhor acompanhamento de processos, maior transparência e segurança que um ERP proporciona para empresas, a redução de custos é consequência natural. 

Mais do que isso, com dados confiáveis em mãos, os gestores podem tomar as medidas necessárias para diminuir custos sem impactar a produtividade.

__

O software de gestão integrada torna sua empresa mais inteligente.

É isso que oferecemos aqui na Vitalbyte, soluções que facilitam a gestão, aumentam a produtividade e agilizam tomadas de decisão. Nós podemos extrair o máximo do seu ERP.

Entre em contato!



Deixe uma resposta